OMS divulga novas orientações para uso de máscaras

As novas orientações da Organização Mundial da Saúde já estão valendo quando à confecção e o uso de máscara de tecido nas pessoas, para conter a disseminação do coronavírus As mudanças se referem principalmente ao tipo e ao número de camadas de tecido necessárias para garantir a eficácia.
De acordo com a OMS, a partir de agora as máscaras de tecido precisam ter pelo menos três camadas. A interna, mais próxima ao rosto, deve ser confeccionada com um tecido absorvente, como o algodão; a externa, deve ser feita com um tecido resistente à água e a do meio servirá como um filtro para que nada passe de dentro para fora ou de fora para dentro.

Ainda segundo a OMS, é imprescindível higienizar bem as mãos antes de colocá-la e tocar apenas nos elásticos, nunca na parte da frente, mesmo que as mãos estejam limpas. O tecido precisa estar bem rente ao rosto, mas de forma confortável, sem machucar a pele ou dificultar a respiração.

Na hora de tirá-la, a OMS recomenda que as mãos estejam bem desinfetadas e que o manuseio seja feito apenas pelos elásticos. Se a máscara não estiver suja ou molhada, ela pode ser armazenada em um saco de plástico limpo até a hora da lavagem.

A recomendação anterior indicava que a máscara poderia ter apenas duas camadas de tecido, preferencialmente algodão.

*varelanotícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário