Pesquisa da SEI aponta que economia da BA se manteve estável no 1º trimestre de 2020 em relação a 2019

A economia da Bahia se manteve estável no primeiro trimestre de 2020, comparada ao mesmo período de 2019, segundo apontou levantamento da Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), divulgado na sexta-feira (5).

De acordo com o estudo, o Produto Interno Bruto (PIB) no estado fechou o primeiro trimestre com leve alta de 0,3%.

O estudo revela que as medidas de isolamento social, adotadas a partir da segunda quinzena de março para conter os efeitos inicias da crise sanitária, ainda não apresentaram o real impacto na economia baiana. De acordo com a SEI, essa situação será sentida, principalmente, no segundo e terceiro trimestres de 2020.

Puxando o índice para cima, a agropecuária baiana cresceu 3,9% nos meses de janeiro, fevereiro e março, devido ao desempenho de algumas culturas relevantes nesses três primeiros meses do ano.
O setor Industrial baiano também obteve taxa de crescimento positiva de 4,5%.

Já o setor de serviços registrou retração de 1,8% e foi responsável por manter o índice de crescimento da economia em 0,3%, já que o setor representa quase 69% do PIB do estado.

Também houve retração na construção civil (-1,9%) e nas atividades de eletricidade e água (-2,8%), principalmente pela redução no consumo de energia da classe industrial e comercial.

No 1º trimestre de 2020, o PIB baiano totalizou R$ 73,9 bilhões, sendo R$ 65,6 bilhões referentes ao Valor Adicionado (VA) a preços básicos – o que representa 88% do PIB - e R$ 8,3 bilhões aos Impostos sobre Produtos líquidos de Subsídios.

*G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário