Vendas no comércio têm maior queda em 20 anos, diz IBGE

As vendas no comércio recuaram 16,8% em abril, maior queda em 20 anos, de acordo com a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), divulgada nesta terça-feira (16) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Este resultado reflete aos impactos do isolamento social adotado por estados e municípios para conter o avanço do coronavírus no país.

A queda de 16,8% aconteceu em comparação a março deste ano e também a abril do ano passado. Esta é a terceira queda consecutiva do indicador. O resultado de abril foi influenciado, principalmente, pelo recuo nas vendas de tecidos, vestuário e calçados (-60,6%), seguido de Livros, jornais, revistas e papelaria (-43,4%) e outros artigos de uso pessoal e doméstico (-29,5%).

Mesmo com o aumento das vendas em março, os setores de hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (-11,8%) e artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (-17%) caíram em abril.

De março para abril, houve queda nas vendas do varejo em todas unidades da federação brasileiras, com destaque para Amapá (-33,7%), Rondônia (-21,8%) e Ceará (-20,2%).

O setor acumula queda de 3% de janeiro a abril deste ano e alta de 0,7% nos últimos 12 meses.

*varelanotícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário