Após 4 meses fechados, shoppings e comércio de rua de Salvador são autorizados a reabrir

O prefeito de Salvador, ACM Neto, anunciou, nesta última quinta-feira (23), que as atividades econômicas na capital baiana vão começar a ser retomadas nessa sexta-feira (24). Em coletiva de imprensa, ACM Neto informou que a fase 1 será ativada porque a taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), que está em 73%, se manteve menor que 75% nos últimos cincos dias.

“Tínhamos estabelecido no protocolo de reabertura que a fase 1 deveria ter pelo menos cinco dias com uma taxa menor ou igual a 75%. Hoje tem 73%. Caso haja um aumento, só haverá retrocesso. As lojas e shoppings só fecham se a taxa chegar a um patamar superior a 80%. A margem de segurança é até 80% de ocupação. Em muitos lugares houve um aumento, mas depois se estabilizou”,disse o prefeito.

Nessa primeira fase, shoppings e lojas do comércio de rua, que estão fechados desde 21 de março, por causa da pandemia do novo coronavírus, vão reabrir as portas após 4 meses.

“A partir de hoje, capitaneada pela Sedur, vamos fiscalizar a reabertura dos shoppings e dos estabelecimentos comerciais e as igrejas, porque os protocolos foram apresentados com antecedência e eles nos ajudaram a construir. Cedemos a apelos dos comerciantes e empresários, mas, se cada um não fizer sua parte, corre o risco de abrir e depois a taxa voltar a crescer, e se ela passar de 80%, tem que fechar de novo. Não quero nem pensar nisso. Confio no trabalho que fizemos até aqui”, concluiu.

Após fazer o anúncio da queda na taxa de ocupação dos leitos, ACM Neto assinou o decreto que permite a flexibilização. No caso dos shoppings, o protocolo da primeira fase define que o funcionamento estará restrito ao período das 12h às 20h, de segunda a sábado. As praças de alimentação estarão proibidas de atuar para consumo no local. Já o comércio de rua vai funcionar entre 10h e 16h.

Segundo informações do prefeito, a fase 1 da flexibilização atinge reabertura de shoppings, lojas acima de 200 metros quadrados, templos religiosos e liberação do Drive-In.

O prefeito de Salvador também anunciou que a frota de ônibus vai subir para 70%, com 1.514 coletivos. ACM informou que os ônibus terão a frota maior entre 5h e 8h (Pico 1); 8h e 12h (Pico 2), e 15h e 21h (Pico 3).

"Três picos porque dividimos o horário de funcionamento para não ter a concentração em um só pico. O comércio de rua vai ter horário. Esses horários foram pensados para não gerar coincidência das atividades entre si e com as outras atividades. Quando for ativada a próxima fase, vamos anunciar novos picos", afirmou o prefeito.

"Vamos avaliar o comportamento do transporte público. Ninguém vai ser hipócrita e dizer que estamos inteiramente protegidos de que não haverá ônibus cheios. Fazemos a fiscalização em estações, mas não estamos nos bairros", disse.

Fase 1 de reabertura
Durante uma coletiva feita pelo governador Rui Costa e ACM Neto, no dia 7 de julho, o plano de retomada foi anunciado com três fases. Cada etapa precisa respeitar um ciclo de 14 dias entre si para entrar em vigor.

A segunda fase necessita de um índice inferior a 70% pelo mesmo período. Já na última fase, somente 60% dos leitos de terapia intensiva podem estar ocupados.

A fase dois prevê a ampliação da flexibilização das atividades contempladas na primeira etapa, além da reabertura de academias de ginástica, barbearias, salões de beleza, centros culturais, museus, galerias de arte, lanchonetes, bares e restaurantes.

*G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário