Após prorrogação do auxílio emergencial, custo do programa ultrapassa R$ 250 bilhões

Com o anúncio da prorrogação do auxílio emergencial de R$ 600 por mais dois meses, o custo total do programa passou a ser de R$ 254,2 bilhões. Para financiar as novas rodadas do ‘coronavoucher’, o governo abriu um crédito extraordinário de R$ 101,6 bilhões para o Ministério da Cidadania executar a medida.

O auxílio emergencial emergencial foi a medida mais cara tomada pelo governo federal durante a pandemia do coronavírus. Seu custo já representa mais que o dobro do déficit primário registrado pelo governo em 2019 (rombo de R$ 95 bilhões).
Até agora, os recursos para o auxílio emergencial foram liberados por meio de quatro MPs (medidas provisórias) que liberaram créditos extraordinários.

*varelanotícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário