Empresa chinesa começará a testar vacina em 9 mil profissionais de saúde no Brasil

A empresa chinesa SinoVac, em parceria com o Instituto Butantan, anunciou hoje (6) que começou a realizar no Brasil os testes da fase três da potencial vacina desenvolvida pela farmacêutica contra o coronavírus.

Em entrevista coletiva nesta tarde, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou que o processo de testagem começará em 20 de julho em São Paulo, Brasília, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraná. “Na semana que vem chegam os lotes da China e começa a distribuição para os centros de pesquisa”, disse o governador, segundo a Exame.

A potencial vacina será testada em um estudo com 9 mil voluntários brasileiros, liderado pelo Instituto Butantan. Os voluntários, que serão exclusivamente os profissionais de saúde, poderão se inscrever a partir do dia 13 de julho. Ainda não há detalhes sobre como será esse cadastro.
Essa é a terceira empresa autorizada a avançar aos estágios finais da corrida para desenvolver uma imunização contra a covid-19.

As outras duas são a vacina experimental da AstraZeneca, desenvolvida pela Universidade de Oxford e que já está sendo testada no Brasil em estudo liderado pela Universidade Federal de São Paulo, e a da Sinopharm, outra candidata chinesa.

*metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário