Furacão nos Estados Unidos é rebaixado a tempestade tropical

O furacão Hanna, que acometeu o Texas nos últimos dias, perdeu força e se tornou uma tempestade tropical no sul do estado estadunidense. Ele é o primeiro fenômeno do tipo na temporada 2020 no Atlântico.

"Embora o Hanna seja agora uma tempestade tropical, fortes chuvas, ventos, tempestades e tornados isolados continuam sendo uma ameaça", destacou o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC, na sigla em inglês).

Segundo informações do G1, isso ocorre ao mesmo tempo em que o Texas enfrenta um quadro grave na pandemia com o aumento de casos de coronavírus. Por conta disso, as autoridades estaduais anunciaram o uso obrigatório de máscara para tentar conter a disseminação pela doença.

A publicação informa também que o furacão Douglas se aproxima do Havaí no Pacífico. Depois de ter chegado a categoria 4, ele se enfraqueceu até virar uma tormenta de categoria 2, com ventos de cerca de 170 km/h.

De acordo com o NHC, o Douglas vai continuar perdendo força à medida em que se aproxima do Havaí, "passando perigosamente perto das ilhas, ou sobre elas". Se a previsão se confirmar, isso vai significar fortes ventos e altas ondas.

Já a tempestade tropical Gonzalo, no Atlântico, se encontrava perto das ilhas de Barlovento, com fortes chuvas. A previsão é de que ela também perca força e se dissipe até a noite deste domingo (26).

*bahianotícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário