Hidroxicloroquina não é eficaz para quadros leve ou moderado de Covid-19, diz estudo brasileiro

O uso de hidroxicloroquina, associada ou não à azitromicina, não trouxe nenhum benefício ao tratamento de pacientes com quadros leves a moderados de Covid-19, mostra estudo inédito do grupo Coalizão Covid-19 Brasil. A informação foi divulgada pelo jornal O Globo.

Segundo o estudo, além de ineficientes na melhoria do estado de saúde dos participantes, os medicamentos provocaram efeitos cardíacos e hepáticos adversos.

A pesquisa teve a participação de 55 hospitais públicos e privados de ponta do país, os resultados foram publicados ontem (23) no prestigiado periódico científico “New England Journal of Medicine”.

Participaram deste estudo pesquisadores do Hospital Israelita Albert Einstein, HCor, Hospital Sírio-Libanês, Hospital Moinhos de Vento, Hospital Alemão Oswaldo Cruz, BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo, o Brazilian Clinical Research Institute (BCRI) e a Rede Brasileira de Pesquisa em Terapia Intensiva (BRICNet).

*metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário