Inpe alerta que desmatamento da Amazônia bate recorde em junho

O desmatamento na Amazônia em junho quebrou mais um recorde na série histórica do mês e chegou a 1.034,4 km² devastados, segundo números do sistema Deter do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) divulgados ontem (10). O índice é 10,6% maior do que o registrado no mesmo período, em 2019.

Segundo o Deter, que compila alertas diários de desmatamento por meio de imagens de satélite, a derrubada da floresta também cresceu 25% de janeiro a junho em relação ao mesmo intervalo no ano passado.

A alta de junho deste ano coincide com a pressão sofrida pelo governo federal por investidores estrangeiros, que ameaçam retaliar o país caso os índices de desmatamento não sejam reduzidos.

No ano passado, o desgaste ficou em boa parte concentrado no ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, que nesta semana teve um pedido de afastamento requerido pelo Ministério Público Federal (MPF) por improbidade administrativa.

*metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário