Pesquisadores da Fiocruz identificam novo coronavírus em 94% de amostras de esgoto

Pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) analisaram amostras de esgoto coletadas na cidade de Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro, e identificaram a presença do novo coronavírus em 94% das amostragens.

As amostras foram coletadas nas quatro primeiras semanas de junho, em 29 pontos da cidade. A informações foram publicadas em reportagem da revista Isto é. A publicação traz ainda que os pontos de coleta incluem quatro estações de tratamento de esgoto, dois pontos de descarte de efluentes hospitalares e redes coletoras.

O estudo identificou que uma presença média do coronavírus em todas as coletas é de 85% entre os dias 15 de abril e 23 de junho. A pesquisa deve ser feita até abril de 2021.

“Desde as análises da primeira rodada de coletas, ainda em abril, já podíamos imaginar que esse projeto evidenciaria a eficácia da metodologia no monitoramento da disseminação do vírus”, disse a chefe do Laboratório de Virologia Comparada e Ambiental da Fiocruz, Marize Pereira Miagostovich.

*Bahia Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário