Alertas de desmatamento na Amazônia sobem 34% em um ano, aponta Inpe

As áreas com alerta de desmatamento na Amazônia aumentaram 34,5% no período de um ano, segundo dados divulgados ontem (7) pelo Instituto de Pesquisas Espaciais (Inpe).

De agosto de 2019 até o dia 31 de julho deste ano, houve alerta de desmatamento de 9.205 km² de área da floresta. Entre agosto de 2018 e julho de 2019, esse número tinha ficado em 6.844 km².

Em nota, o Greenpeace Brasil apontou que os mais de 9,2 mil km² em alerta de desmatamento é equivalente a 1.195.454 campos de futebol.
"Os dados do Inpe indicam que o Brasil fracassou no cumprimento de sua lei de clima, cuja meta para 2020 era limitar o desmatamento na Amazônia a no máximo 3.925 km2. Isso também nos desvia da rota do Acordo de Paris, o que criará uma série de dificuldades comerciais para o Brasil no período crítico de recuperação econômica no pós-pandemia", afirma o secretário-executivo do Observatório do Clima, Márcio Astrini, ao G1.

*metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário