Estudo identifica células de defesa contra coronavírus em pessoas sem anticorpos detectados

Células de defesa capazes de reconhecer o novo coronavírus (Sars-CoV-2) no sangue de pessoas que não tiveram anticorpos detectados para o vírus foram identificadas por cientistas. A descoberta foi feita por especialistas do Instituto Karolinska, na Suécia, e os resultados foram publicados na sexta-feira (14) na revista científica "Cell".

Foram identificadas células "T", que tem entre duas funções a destruição células infectadas com o vírus. Conforme reportagem publicada pelo G1, as células "T", assim como os anticorpos, fazem parte da resposta imune do corpo à infecção pela Covid-19, mas atuam de maneira diferente.

Os cientistas as identificaram em amostras de sangue de pessoas que tinham tido casos leves ou assintomáticos da doença e, também, no de familiares de pessoas com Covid-19, que foram expostos ao vírus.

A matéria traz que as constatações dos cientistas de Karolinska reforçam estudos anteriores, que já apontavam que os anticorpos para o novo coronavírus tendem a desaparecer, ao tempo que uma resposta imune celular apresenta uma tendência a ser duradoura.

O entendimento dessa teoria é de que é possível que as pessoas tenham tido esses anticorpos em algum momento, mas, com o tempo, ele foi "sumindo", deixando a resposta celular.

*bahianotícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário