Programa que permite redução de jornada e salário será prorrogado por 2 meses, diz Guedes

O governo vai prorrogar, por mais dois meses, o programa que permite empresas reduzirem a jornada de trabalho e o salário de funcionários. O programa foi anunciado em abril com o objetivo de evitar um aumento do desemprego durante a pandemia do coronavírus. A informação foi dada ontem (21) pelo ministro da Economia, Paulo Guedes.

A medida provisória inicial, previa a suspensão dos contratos de trabalho por até dois meses e a redução da jornada e de salários em até 70% por até três meses.

No dia 14 de julho o governo publicou a primeira prorrogação do programa, permitindo a redução da jornada e do salário por mais 30 dias e para a suspensão dos contratos, o prazo foi ampliado em 60 dias.
Nessa segunda prorrogação, segundo anunciou o ministro, as medidas serão prorrogadas por mais dois meses.

*Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário