Estudo com a vacina de Oxford é suspenso no Reino Unido após 'efeito adverso grave' em paciente, diz site

Os testes da candidata à vacina contra a Covid-19 da Universidade de Oxford e da farmacêutica AstraZeneca foram suspensos no Reino Unido após um dos voluntários apresentar "efeito adverso grave", segundo foi divulgado ontem (8) pelo site especializado em saúde "STAT".

A AstraZeneca no Brasil informou ao portal G1 que está a par da reportagem e está checando os fatos para preparar um posicionamento. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) disse ter sido avisada pela AstraZeneca.

"A decisão de interromper os estudos foi do laboratório, que comunicou os países participantes. A Anvisa já recebeu a mensagem e vai aguardar o envio de mais informações para pronunciar oficialmente", informou em nota enviada à TV Globo.
No Brasil a vacina de Oxford/AstraZeneca é a aposta do Ministério da Saúde para imunização. O ministro-interino da saúde, Eduardo Pazuello, chegou a dizer hoje que planeja a campanha de vacinação contra a Covid-19 aconteça em janeiro de 2021.

*metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário