Governo edita medidas provisórias para aderir à aliança mundial que busca vacina contra a Covid-19


O governo federal informou na noite de ontem (24) que o presidente Jair Bolsonaro editou duas medidas provisórias para garantir a participação do Brasil na Covax Facility, programa coordenado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para impulsionar o desenvolvimento e garantir a compra de vacinas contra a Covid-19.

Uma das medidas trata da "adesão ao Instrumento de Acesso Global de Vacinas Covid-19 (Covax Facility)", enquanto a segunda trata da liberação de cerca de R$ 2,5 bilhões para bancar os custos do ingresso no programa.

Embora o prazo da OMS para aderir à iniciativa tenha terminado na sexta-feira (18), o Brasil pediu uma extensão do prazo e confirmou a intenção de participar.

*Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário