OMS identifica interrupções em serviços de saúde por causa da Covid em 90% dos países

A Organização Mundial da Saúde (OMS) constatou através de um levantamento que houve suspensão em serviços de saúde essenciais, entre os meses de março a junho deste ano, por conta da pandemia de covid-19 em 90% de 105 países avaliados. A entidade ainda sinalizou que os países de renda baixa e média foram os mais afetados.

Os dados da OMS mostram que a maior parte desses países reconheceu que atendimentos de rotina foram suspensos, ao tempo que cuidados intensivos, a exemplo de exames de imagem e tratamento para pacientes com câncer e terapia para HIV, registraram interrupções de alto risco em países de renda baixa.

“A pesquisa mostra as rachaduras nos sistemas de saúde, mas também serve para informar estratégias para melhorar a disponibilidade de atendimento médico durante a pandemia e também depois”, disse o diretor-geral da organização, Tedros Adhanom Ghebreyesus.
De acordo reportagem do Estadão, os relatórios da OMS mostra que os países experimentaram, em média, interrupções em metade dos 25 serviços analisados. As áreas mais frequentemente interrompidas incluíram vacinação de rotina - 70% das nações entrevistadas registraram problemas no serviço de aplicação fora de um posto ou instalação - e diagnóstico e tratamento de doenças não transmissíveis (69%).

*bahianotícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário