Salvador tem redução de 50% em casos de dengue, chikungunya e zyka

Os casos de dengue, zyka e chikungunya no mês de julho caíram para cerca da metade do número registrado no mês anterior, em Salvador. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informou, nesta última quarta-feira (9), que foram 1.320 casos, contra 2.322 ocorrências em junho.

O número representa uma queda de 56% nesse tipo de doença, as chamadas arboviroses. Analisando apenas a chikugunya e zika, foram 57% menos ocorrências de cada uma, além de 56,6% menos casos de dengue.

Segundo a SMS, a queda é resultado dos trabalhos de combate ao Aedes aegypti por equipes do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ). Os agentes realizam ações de campo durante os sete dias da semana, inclusive nos finais de semana e feriados.

O trabalho envolve inspeção e bloqueio espacial com borrifação de inseticida para eliminar os mosquitos na fase adulta nas localidades alvo das medidas de restrição regionalizada.

Ações especiais

Nesta quinta-feira (10), a partir das 8h, os moradores da Massaranduba receberão uma ação especial após o bairro ter sido alvo de diversas denúncias sobre focos de dengue. A expectativa é visitar escolas e praças, atender pelo menos 810 imóveis, além do trabalho educativo com entrega de cartazes e panfletos.

Além disso, com o início da Campanha de Vacinação Antirrábica, haverá a presença de profissionais nos locais para imunizar os animais nas Ruas do Ponto e Direta do Arenoso.

Já na sexta-feira (11), no mesmo horário, será a vez do bairro do Uruguai, com inspeção e tratamento em 320 imóveis, além de Base Comunitária da Polícia Militar, escolas e Centro Cultural do Uruguai.

*varelanotícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário