Um em cada quatro brasileiros não tem certeza se tomará vacina, releva Ibope

Apesar da grande espera por parte da maioria das pessoas, uma pesquisa inédita da ONG Avaaz feita pelo Ibope mostrou que um a cada quatro brasileiros não tem certeza se tomará vacina contra Covid-19. O estudo foi divulgado pelo jornal Estadão, no último domingo (6).

Para chegar a esse resultado, mil pessoas foram entrevistadas entre os dias 27 e 29 de agosto em todas as regiões do Brasil. Do total de participantes, 75% disseram que têm certeza de que tomarão a vacina, 20% não têm certeza e 5% afirmou que não receberão de jeito nenhum, o que indica que 25% se recusa ou possui incerteza sobre a imunização. A margem de erro da pesquisa é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

De acordo com o Ibope, pessoas na faixa etária de 25 aos 34 anos (34%) e pessoas da religião evangélica (36%) corresponderam ao maior índice de hesitantes. Não houve diferença significativa das respostas segundo sexo, raça/cor, escolaridade e renda.

As razões para a recusa ou desconfiança da vacina foi questionada pelo Ibope. As respostas variaram entre dúvidas sobre a segurança e a eficácia do imunizante, além de teorias da conspiração sobre manipulação genética ou implantação de um chip por meio da vacina e até mesmo a hipótese de que o produto seria feito com fetos abortados.

As teorias são comuns em contas de redes sociais que reproduzem fake news. Tais falas não possuem evidência científica e já foram desmentidas por agências de checagem.

*varelanotícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário