Após aglomeração, loja da Havan é fechada horas após inauguração no Pará


A inauguração de uma loja da Havan ontem (10) em Belém, no Pará, atraiu uma multidão às portas da unidade, a primeira da rede varejista no estado. As imagens que viralizaram na internet mostraram lotação na rampa de acesso ao local. Pessoas amontoadas e sem máscara desrespeitaram as medidas contra o coronavírus. Por conta da aglomeração e do não cumprimento das regras de distanciamento social, a loja foi fechada horas depois pela Secretaria de Saúde do Pará e o representante foi conduzido pela Polícia Civil. 

A inauguração ocorre na véspera do Círio de Nazaré, principal festa religiosa na cidade, que neste ano teve cancelada a promissão da imagem pelas ruas para evitar aglomeração por causa da pandemia do coronavírus.

O espaço, de cerca de 7 mil m², aberto ao público hoje, foi inaugurado pelo próprio dono da rede, o empresário Luciano Hang. Ele dançou carimbó, típica do Pará, com centenas de funcionários, a maioria sem o uso de máscaras.

A Secretaria de Saúde do Pará (Sespa) confirmou, na última sexta (9),  mais 447 casos de Covid-19 e 9 mortes. Até agora, são 237.925 casos da doença e 6.645 óbitos no estado.

*metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário