IBGE: produção agrícola baiana tem recuo de 1,7% devido à queda na safra de soja


A pesquisa da Produção Agrícola Municipal 2019 (PAM), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísitica (IBGE), divulgada nesta quinta-feira (1º), revelou que a Bahia teve queda de 1,7% na produção agrícola do estado, em 2019.

De acordo com o estudo, a média de toda a produção baiana foi puxada pelo déficit na produção de grãos, sobretudo pela soja, que caiu 15,8% e gerou um valor total 16,8% menor.

Com a queda, o município de São Desidério deixou o primeiro lugar no ranking nacional da produção agrícola, tendo sido ultrapassado por Sorriso e Sapezal, no Mato Grosso.

A fruticultura, por outro lado, registrou crescimento de 12,8%, gerando R$ 3,1 bilhões e assumindo a liderança nacional da produção de manga, com destaque para Juazeiro e Casa Nova. A produção frutífera representou 8,6% do valor da produção nacional (R$ 35,7 bilhões).

Juazeiro passou a ser o segundo município brasileiro com maior valor de produção de frutas, gerando R$ 589,5 milhões.

Já o município de Mucugê se tornou o maior produtor de batata-inglesa da Bahia e o segundo maior do país, atrás de Perdizes (MG). A produção foi de 197.400 toneladas, que gerou R$ 384,9 milhões.

Apesar de perder um pouco de participação nacional, a Bahia manteve, em 2019, o 7º maior valor da produção agrícola entre os estados, gerando R$ 19,326 bilhões.

*G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário