Melhora nas vendas no comércio eleva confiança do empresário em 18,5% em outubro


O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC), da Fecomércio-BA, iniciou um ciclo de altas após a reabertura do comércio em Salvador. Em outubro, o índice atingiu os 98,5 pontos, maior patamar desde maio, registrando um crescimento de 18,5% em relação a setembro, que já havia apontado elevação de 20,8% na comparação com agosto.

Desde junho, pior momento do ano, o ICEC subiu 61,7%, porém ainda está 21% abaixo do patamar do início da pandemia, em março, de 124,8 pontos.

De acordo com o consultor econômico da Fecomércio-BA, Guilherme Dietze, esse desempenho está sendo puxado novamente pelo Índice de Condições Atuais do Empresário do Comércio (ICAEC) que registrou crescimento de 53,9% ao passar dos 44,9 pontos em setembro para os atuais 69,1 pontos.

“Em dois meses o sub índice acumula alta de 156,4%. Mas vale lembrar que a pontuação estava no extremo pessimismo, em 26,9 pontos, o que é natural devido às variações mais acentuadas quando há uma base fraca de comparação”, pontua Guilherme.

O consultor ainda esclareceu que os empresários de Salvador estão pessimistas em relação ao quadro atual, porém vem melhorando rapidamente as suas avaliações.

“As vendas têm melhorado, como mostrou o levantamento de agosto, cujo faturamento do setor no estado registrou 10% na comparação anual, com destaque para os segmentos de eletroeletrônicos, materiais de construção e móveis. Esses três altamente influenciados pela injeção do auxílio emergencial”, esclarece Dietze.

Com as vendas começando a crescer, o Índice de Investimento do Empresário do Comércio IIEC apontou aumento de 13,9% em outubro e atinge os 84 pontos. Desempenho puxado pelo indicador de intenção de contratação que atingiu 109,4 pontos, alta mensal de 21,8%.

Além da melhora nas vendas, muitos estabelecimentos ficaram fechados e agora começam a contratar para o fim de ano. Em agosto, por exemplo, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), foram criadas 2,1 mil vagas formais em Salvador sendo que metade do total foi só do setor da construção civil. 

O saldo do comércio na capital foi de 242 vagas, sendo ainda muito pouco pelo que se perdeu desde março, porém indica um início de recuperação no emprego.

“Olhando para um cenário de médio e longo prazo, enxergamos otimismo entre os empresários. O IIEC apontou alta de 8,9% e atinge os 142,5 pontos. Essa perspectiva futura positiva é muito importante porque tende a ser incorporada na avaliação presente”, analisa o consultor.

Contudo, Guilherme avalia que “o ritmo de crescimento dos subíndices e, por consequência, do índice geral tende a ser menor nos últimos meses do ano, mesmo com o Natal chegando”. 

O consultor completa: “não há motivos para ser pessimista, porém o otimismo tem que vir com cautela e com o entendimento de que as variáveis que determinam o consumo ainda estão numa situação pior ou menos positiva do que em 2019”.


*varelanotícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário