Pantanal tem pior setembro da história; Amazônia tem 2º pior mês de queimadas da década


O Pantanal teve o pior mês de setembro da sua história, com aumento de 35% de focos de calor em relação ao último recorde de queimadas, segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Já na Amazônia, setembro foi o segundo pior mês da década. Foram registrados 32.017 focos de incêndio na floresta tropical, um aumento de cerca de 60% em relação ao mesmo mês do último ano.

O bioma do Pantanal enfrenta a pior seca dos últimos 60 anos e estiagem severa que pode continuar por até cinco anos, segundo a Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil. As chamas nesse bioma já comprometeram projetos de conservação animal, como de araras-azuis e de onças.
O presidente Jair Bolsonaro segue negando a gravidade da situação. Na semana passada, em discurso na abertura da Assembleia-Geral da ONU, o presidente disse que os incêndios no Pantanal e na Amazônia estão sendo manipulados em uma "brutal campanha de desinformação" para atacar seu governo.

*metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário