Remédio de artrite combinado com remdesivir reduz mortes por Covid-19


A farmacêutica americana Eli Lilly está fazendo testes de sua medicação contra artrite reumatóide em casos de coronavírus e, segundo resultados divulgados ontem (8), o Baricitinib, combinado com o remdesivir, da Gilead Sciences, foi capaz de reduzir as mortes por Covid-19 em até 35%.

Os resultados foram publicados no site oficial da farmacêutica.

O teste, chamado de ACTT-2, demonstrou que os voluntários tratados com a combinação das medicações teve o tempo de internação diminuído de 8 para 7 dias, com uma melhora de 12,5% nos quadros. 

Segundo a empresa, no 15º dia de internação, as chances de um paciente ter uma melhora no quadro era 30% maior do que quando os pacientes eram tratados somente com o remdesivir.

A Eli Lilly afirmou no documento que uma versão revisada por pares do estudo deve ser publicada em breve, junto a análise completa dos resultados.


*metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário