Brasil tem menor média móvel de casos de Covid registrados desde maio; mortes chegam a 161,7 mil


O consórcio de veículos de imprensa divulgou novo levantamento da situação da pandemia de coronavírus no Brasil a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, consolidados às 20h desta última quinta-feira (5).

O país registrou 609 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas, chegando ao total de 161.779 óbitos desde o começo da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes no Brasil nos últimos 7 dias foi de 392, maior do que a da véspera, porém ainda abaixo da marca de 400. A variação foi de -17% em comparação à média de 14 dias atrás, indicando tendência de queda nas mortes por Covid.

Na terça-feira (3), a média de óbitos chegou a 367, a menor desde abril, que indicou também a maior queda em relação a 14 dias já registrada no índice desde o início da pandemia. A queda nos números da pandemia verificada nesta semana ocorre após o Dia de Finados. Assim como nos finais de semana, em feriados prolongados é comum haver queda nos registros devido às menores equipes de plantão.

Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 5.614.258 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 23.317 desses confirmados no último dia. A média móvel de novos casos nos últimos 7 dias foi de 16.837 por dia, uma variação de -24% em relação aos casos registrados em dua semanas. Ou seja, também indica queda em relação aos últimos 14 dias.

É a menor média móvel de casos de Covid registrados desde o dia 23 de maio, quando estava em 16.715.

O estado do Amapá novamente não teve atualizações em 24 horas. Segundo a Secretaria de Saúde, o apagão ocorrido no estado desde a noite de terça (3) segue impossibilitando o fechamento do boletim.

Cinco estados apresentam indicativo de alta de mortes: Santa Catarina, Rondônia, Ceará, Pernambuco e Rio Grande do Norte. Outros 14 estados e o DF têm curvas que apontam queda.

Vale ressaltar que há estados em que o baixo número médio de óbitos pode levar a grandes variações percentuais. Os dados de médias móveis são, em geral, em números decimais e arredondados para facilitar a apresentação dos dados.


*G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário