Inflação da Região Metropolitana é a menor do país em outubro


A Região Metropolitana de Salvador (RMS) registrou inflação de 0,45% no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) durante o mês de outubro. Os dados foram divulgados na última sexta-feira (6) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Apesar de ter uma leve alta em relação ao mês anterior, quando foi registrada uma inflação de 0,23%, a inflação em outubro foi a menor do país, que fechou com aceleração de 0,86%.

Segundo a pesquisa, dentre os grupo em alta, alimentação e bebidas teve o maior aumento (1,27%) e exerceu a maior pressão inflacionária. Em especial, os alimentos consumidos em casa (1,79%), como o arroz (12,80%), as carnes em geral (1,92%), com destaque para a carne de porco (10,17%), e o óleo de soja (14,07%).

Além dos alimentos, os transportes (0,61%), com o terceiro maior aumento em outubro, também foram responsáveis por puxar a inflação do mês para cima, na RMS. As passagens aéreas, por exemplo, tiveram aumento de 40,36%, e foram a principal pressão de alta individual no índice.

A queda, no entanto, foi registrada em seguimentos como habitação (-0,48%), energia elétrica (-1,82%), além do preço da gasolina (-2,32%), por sinal, o item que mais ajudou a segurar o IPCA de outubro na Região Metropolitana de Salvador.


*Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário