Maia defende que quem não quiser tomar vacina sofre alguma restrição


O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou ontem (2), videoconferência do jornal Valor, que há caminhos que podem ser seguidos por países que não querem tornar obrigatória a vacinação contra a Covid-19, como a imposição de restrições àqueles que não quiserem se imunizar.  

A obrigatoriedade de vacinação é criticada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Na opinião do deputado, o debate exige cautela.

“Eu respeito a posição do presidente, já disse a ele duas vezes que a gente deveria sentar e construir uma solução. Outros países deram solução para esse tema”, afirmou.

*metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário