Sem vacina, governo pode vetar festas de Réveillon e Carnaval, diz Rui


O governador Rui Costa (PT) falou hoje (18) que pode proibir eventos de grande porte na Bahia, a exemplo do Réveillon e do Carnaval, até o final da pandemia de coronavírus. Segundo ele, a decisão está condicionada à liberação de uma vacina contra a Covid-19.

O petista falou sobre o assunto em meio a uma cerimônia de entrega de casas no conjunto habitacional Paraíso Azul II, no bairro do Costa Azul, em Salvador.

"Qualquer festa com aglomeração, tipo Réveillon e Carnaval, só será realizada se tiver vacina. Do contrário, o estado não vai permitir. Não haverá participação e nem consentimento nosso. Não podemos brincar com a vida alheia. As ações continuam no mesmo formato. Minha postura é pela vida humana. Não mudarei a forma de encarar a pandemia", declarou Rui.

Atualmente, a taxa de ocupação de leitos exclusivos para pacientes com o novo coronavírus no Sistema Único de Saúde (SUS) está em 47% na Bahia. Em Salvador, de acordo com a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), a ocupação é de 54%. Os leitos de UTI adulto estão com 51% de ocupação e os de UTI pediátrica com 44%. 

*metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário