Vazamento de senha do Ministério da Saúde expõe dados de pacientes de Covid, diz jornal


Um vazamento de senhas de sistemas do Ministério da Saúde deixou ao menos 16 milhões de brasileiros, que tiveram diagnóstico suspeito ou confirmado de Covid-19, com dados pessoais e médicos expostos na internet por quase um mês. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

As senhas estavam em uma planilha, que foi publicada por um funcionário do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, em um site de compartilhamento de códigos de programação e arquivos chamado "GitHub".

Entre as pessoas que tiveram CPF, endereço, telefone e doenças pré-existentes expostas, estão o presidente Jair Bolsonaro e familiares. Além do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), e mais 16 governadores, entre outros políticos e parlamentares. 

*metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário