Covid-19: Pazuello diz que Brasil trabalha com 'no máximo' três opções de vacina


O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse ontem (2) que o Brasil trabalha com "no máximo" três opções de vacina contra a Covid-19 no planejamento da imunização da população contra o coronavírus. A informação foi divulgada pelo jornal O Globo.

A declaração ocorreu poucas horas após o anúncio da aprovação da vacina da Pfizer e da BioNTech pelo Reino Unido.

Oficialmente, o governo já firmou acordo com a farmacêutica britânica AstraZeneca visando a aquisição e produção de seu imunizante candidato, desenvolvido em parceria com a Universidade de Oxford (Reino Unido) e testado no Brasil.

Foi a única vacina mencionada por Pazuello, que previu 100 milhões de doses à disposição no Brasil no primeiro semestre de 2021, das quais 15 milhões entre janeiro e fevereiro, e a produção nacional de 160 milhões de doses no segundo.

*Metro1


Nenhum comentário:

Postar um comentário