Na Bahia, 7% dos trabalhadores ocupados estão em home office, identifica Dieese


Uma das alternativa usadas pelas empresas desde a chegada da pandemia da Covid-19, o home office foi adotado por 326,2 mil baianos. Os dados foram levantados pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). O número representa 7% do total de ocupados no estado. 

Em todo o Brasil o percentual dos trabalhadores que passaram para a modalidade desde que a pandemia começou no país foi de 10% dos 81,4 milhões de ocupados. 

Na Bahia, os dados mostram que 60% das pessoas que passaram a trabalhar de casa em meio ao isolamento social eram mulheres. 

O Dieese também levantou informações sobre a raça, que mostraram que aqui 75% dos trabalhadores na modalidade remota são negros. No Brasil o índice cai pela metade, apenas 34% são negros.

Quanto à escolaridade, a pesquisa mostrou que 68% possuem ensino superior. Foi identificado ainda que 75% trabalharam em home office em casas próprias na Bahia. 

Em relação a renda é possível observar que o maior percentual dos trabalhadores em trabalho remoto ganham mais de três salários mínimos (27%). Os que recebem entre dois e três salários são 18%. Apenas 3% recebem até um.


*bahianotícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário