Ninho do Urubu: Flamengo vence recurso e não precisa pagar pensão às famílias de vítimas do incêndio


Quase dois anos após um incêndio no Ninho do Urubu tirar a vida de 10 jovens, a 13ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro acatou ontem (2) o recurso do Flamengo para encerrar o pagamento de uma pensão mensal de R$ 10 mil às famílias das vítimas. A informação foi divulgada pelo jornalista Nelson Lima Neto, no jornal O Globo.

Tinham direito ao benefício todos os parentes de vítimas que ainda não chegaram a um acordo indenizatório com o clube, desde a decisão da 1ª Vara Cível, no final de 2019. Agora, todas as vítimas ainda menores de idade terão direito a cerca de R$ 5 mil de pensão. Resta a ação principal do caso, que conta com o pedido principal de danos morais coletivos e individuais, assim como os valores de indenização.  

O placar pelo fim da pensão foi de 2 a 1. Apenas a relatora do caso, a desembargadora Sirley Abreu Biondi, votou contra. Segunda a desembargadora, é atribuição da Defensoria e do Ministério Público defender as famílias, assim como a permanência da pensão em R$ 10 mil. 

*metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário