Pfizer vende 60 milhões de doses da vacina contra Covid na América Latina e cobra resposta do Brasil


A farmacêutica Pfizer já vendeu na América Latina - para México, Chile, Peru, Costa Rica e Equador - quase 60 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 e cobra uma resposta do Brasil. A empresa diz que encaminhou uma proposta para o governo brasileiro e aguarda um posicionamento oficial, mas, sem especificar o tempo, ressalta que "o prazo expira alguns dias".

A Pfizer, que relata 95% de eficácia de seu imunizante em testes, e chegou a ser aprovada pelo Reino Unido, já fechou venda para mais de 30 nações e diz que o número de doses disponíveis para distribuição vem diminuindo por conta da demanda. 

O Brasil, até o momento, aposta suas fichas principalmente na vacina produzida pela Universidade de Oxford, no Reino Unido, em parceria com a AstraZeneca, que tem gerado desconfiança na comunidade científica após confusão para divulgar eficácia. 

O Governo da Bahia, no entanto, decidiu que vai adquirir o imunizante da Pfizer caso seja disponibilizada com autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) antes de outra vacina ser ofertada pelo Governo Federal. Apenas as pessoas dentro dos grupos de risco mais alto receberiam o imunizante, entretanto, por causa do alto preço.


*metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário