Samarco retoma atividades em Mariana anos após rompimento de barragem


As atividades da mineradora Samarco foram retomadas ontem (11) em Mariana, na região central de Minas Gerais, cinco anos após o rompimento da Barragem de Fundão. A licença para retomada das operações foi concedida em outubro do ano passado.

Em 5 de novembro de 2015, o desastre despejou mais de 40 milhões de metros cúbicos de rejeitos no rio Gualaxo do Norte, em Mariana. A tragédia deixou 19 pessoas mortas, além de causar uma série de impactos ambientais, sociais e econômicos, atingindo 39 municípios de Minas Gerais e Espírito Santo. 

Até hoje, no entanto, nenhuma das ações reparatórias esperadas foi concluída, de acordo com procuradores integrantes da Força-Tarefa Rio Doce do Ministério Público Federal (MPF). Além disso, nenhum responsável foi punido.

Nesta última sexta, o prefeito de Mariana, Duarte Júnior, anunciou a retomada das operações em suas redes sociais. “Recebi ontem, em meu gabinete, para uma reunião de trabalho, o presidente da Samarco, Rodrigo Alvarenga Vilela, e informo a todos vocês que a empresa retorna as suas atividades hoje. Não haverá cerimônia ou evento para marcar o momento, respeitando as normas e também todos os familiares e vítimas do rompimento da barragem”, afirmou. 

*metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário