Defensoria da União entra com ação na Justiça Federal para adiar Enem


A Defensoria Pública da União pediu ontem (8) à Justiça Federal de São Paulo, em tutela de urgência, o adiamento do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) por causa da pandemia de Covid-19. A prova, marcada para os dias 17 e 24 de janeiro, é a principal forma de ingresso ao ensino superior no Brasil.

“Temos uma prova agendada exatamente no pico da segunda onda de infecções, sem que haja clareza sobre as providências adotadas para evitar-se a contaminação dos participantes da prova, estudantes e funcionários que a aplicarão”, diz o pedido, assinado pelo defensor João Paulo Dorini.

As principais entidades estudantis do país, União Nacional dos Estudantes (UNE) e União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes), entraram como "amicus curiae" (amigo da corte) na ação.


*metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário