Fim de um relacionamento


De repente você tá casada, tem sua casa, família, tá indo tudo bem, e de um dia para o outro, tudo muda, aquela pessoa que fazia parte do seu dia a dia, some, vira um estranho.

Como lidar com a dor da perda? Como seguir em frente?

 Os dias são ruins, nada tem graça. Você não sente fome, vontade de sair, de ver gente. Você só quer sentir a sua dor.

 Por insistência de um amigo ou um familiar, você aceita até um convite pra sair, mas chora quase que o tempo todo.

 Tudo é cinza, nada tem cor.

Deixar se permitir chegar ao fim do túnel é essencial. Lá você fica por um bom tempo. Mas é lá também que você pega impulso pra subir, levantar, se erguer e dá a volta por cima.

Aos poucos permitir que alguém chegue perto de você. Mas antes tem que curar a carência que fica. Se não, você deposita em um outro, uma expectativa que faz o sapo virar príncipe, cafajestes em homens perfeitos, sexo em amor, defeitos graves em pequenos detalhes, moleques em homens maduros e pessoas nada a ver com você em almas gêmeas.

Aos poucos a vida vai ganhando cor novamente.

Dependendo do grau de maturidade que você adquiriu com a dor, as coisas começam a fazer sentido. Você muda tanto que percebe que aquela pessoa que lhe fez chorar e sofrer, não se encaixa mais com você.

E a vida, continua....


Fonte e Foto; Jan Bacelar 

Um comentário:

  1. Olha, é bem assim. Não há dor que dure para sempre. Dá a volta por cima é necessário. Parabéns pela força de vontade, pela garra. FELICIDADES

    ResponderExcluir