Ministério envia amostras da variante da Covid-19 encontrada em Manaus para análise em Oxford


O Ministério da Saúde decidiu enviar amostras da variante da Covid-19 detectada em pacientes de Manaus, no Amazonas, para análise na Universidade de Oxford para que seja aferido o real grau de transmissibilidade e agressividade da variante. A informação foi divulgada pelo titular da pasta, Eduardo Pazuello.

Cientistas suspeitam que a mutação, a E484K, apresentada na variante de Manaus e também na sul-africana, parece tornar o vírus mais eficiente em fugir do sistema imunológico e, por isso, ser capaz de contaminar novamente o paciente.

“Mandamos todo o material coletado para Oxford para termos posição exata do grau de contaminação e agressividade da nova cepa”, disse Pazuello." 

“A tendência é que seja uma cepa que contamina mais e com grau de agressividade semelhante à anterior. Porém, é no número de contaminados que ela faz a diferença”, sinalizou o ministro. 


*bahianotícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário