"SÍNDROME DO NINHO VAZIO" COM A PSICÓLOGA NICOLE ORNELLAS

Uma síndrome que clinicamente não está no CID (Classificação Internacional de Doenças),

mas existe e atinge uma boa parte da população.

Quando os filhos saem de casa, os pais perdem uma parte da função do significado de ser pai/mãe e muitas perguntas como: o que vou fazer agora? Vem a tona.

Uma das maiores causas está relacionado a perda da identidade, tanto dentro do casamento, quanto as dedicações para com os filhos por um longo período de tempo. 

Muitos pais se dedicam tanto que esquecem de si próprio, dos seus prazeres, hobbies, amizades... 

É importante nao deixar guardado e esquecido os momentos que vocês tinham antes, isso ajuda a minimizar alguns processos que podem surgir em um futuro próximo.

Para os que deixaram de lado, façam esse resgate, ressignificando a vida e dando um novo sentido a sua rotina.

Não é fácil essa adaptação, principalmente pela falta da convivência diária, mas é possível organizar o ambiente a sua volta para melhorar essa sensação de vazio.

*Pais que tem difículdade de cortar o cordão umbilical tem grandes chances de entrar em uma espiral de depressão.

Patologicamente falando dentro do processo temos:

A ansiedade como a primeira observação, os diálogos mentais de como seria uma vida sem os filhos, começando um sofrimento interno.

De segundo momento, um sentimento de abandono e uma sensação de: vou ficar sozinho(a). Entrando em um estado melancólico, com distúrbios de sono e alimentares.

E a última fase, quando literalmente eles saem de casa e os pais se vêem perdidos abrindo então possibilidades para uma possível depressão, pelo fato de não saberem lidar com essa separação. 

Se você conhece alguém, ja pensou ou está passando por isso?

Busque ajuda de um profissional, estamos aqui para dar esse suporte e amparar da melhor forma possível.


Nicole Ornellas

Psicoterapeuta Transpessoal Sistêmica 

CRTH-BA 02234/20

(71) 99174-4263

Nenhum comentário:

Postar um comentário