Após mudar orientação, Ministério da Saúde volta a pedir que 2ª dose da Coronavac seja reservada


O Ministério da Saúde voltou a recomendar que os municípios guardem a segunda dose da vacina contra a Covid-19 Coronavac. Na última sexta-feira (19), a pasta havia orientado que toda a remessa do imunizante fosse aplicada como primeira dose nas pessoas dos grupos prioritários. 

No entanto, na terça-feira (23), em informe técnico da Secretaria de Vigilância Sanitária, o Ministério definiu que metade dos imunizantes contra o coronavírus deve ficar reservado para a segunda dose.

Ao comentar a rápida troca de recomendações, o governador João Doria ironizou: "É o samba do Ministério Louco". "É um ministério que informa em um dia, pelo seu Ministro, que vai privilegiar a primeira dose em detrimento da segunda dose. E o mesmo Ministério, 72 horas depois, volta atrás”, disse o governador de São Paulo.


*metro1 

Nenhum comentário:

Postar um comentário