Ato em refinaria do Recôncavo marcará primeiro dia de greve dos petroleiros da Bahia nesta quinta


Os petroleiros da Bahia vão entrar em greve por tempo indeterminado a partir de hoje (18), com ato em frente à Refinaria Landulpho Alves (Rlam), localizada no município de São Francisco do Conde, no Recôncavo baiano. A manifestação será iniciada às 7h.

A diretoria do Sindipetro participou de reuniões de negociação com o RH corporativo da Petrobras, mas não houve avanço, por isso, a categoria confirma a deflagração do movimento paredista, aprovado em assembleias que aconteceram em todas as unidades do Sistema Petrobras em dezembro de 2020. 

As reivindicações são pautas antigas de luta que o Sindipetro vem tentando avançar, sem sucesso. A luta da categoria é por direitos, empregos e contra a insegurança e também contra a pressão e o assédio moral.

Já estão confirmadas as presenças do presidente nacional da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Sérgio Nobre, do presidente nacional da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Adilson Araújo e de representantes de outras centrais sindicais. 

A Refinaria Landulpho Alves foi vendida pela Petrobras ao grupo Mubadala Capital, de Abu Dhabi, pelo valor de US$ 1,65 bilhão, no dia 8 deste mês. 


*metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário