Cientistas criam programa que prevê risco de morte por Covid-19 com 90% de exatidão


Imagina conseguir prever com 90% de precisão se um paciente infectado pelo Sars-CoV-2 morrerá em decorrência da Covid-19? Um estudo com base em Inteligência Artificial conduzido na Universidade de Copenhagen, na Dinamarca, conseguiu prever e com um índice de precisão de 90%. As informações são de reportagem do portal Metrópoles, parceiro do Bahia Notícias. 

O programa também identificou os pacientes que precisaram de hospitalização em 81,8% dos casos e quais necessitaram ser internados em unidades de terapia intensiva (UTI) com 72,1% de eficácia. Os resultados do estudo foram publicados na revista científica Scientific Reports.

Informações sobre o histórico médico de 2,6 milhões de pessoas foram inseridos no programa. De acordo com a reportagem, os pesquisadores realizaram testes RT-PCR do coronavírus em indivíduos com suspeita de Covid-19 e escolheram 3.944 pacientes com a doença confirmada para realizar as análises.

Os dados dos participantes alimentaram o programa de computador criado pelos cientistas. O intuito foi reconhecer padrões e correlações entre doenças anteriores dos pacientes e a progressão da gravidade da Covid-19 entre eles.

Além do cálculo sobre chance de morte e internação, os cientistas veem outra forma de utilizar o programa: a análise de doenças e características que podem fazer com que alguém seja considerado grupo de risco. A matéria ressalta que os pesquisadores acreditam que a informação poderia ajudar a determinar qual grupo de pessoas deve ser colocado como prioridade na fila de vacinação.


*bahianotícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário