Endividamento das famílias bate recorde na pandemia, aponta Banco Central


O endividamento das famílias bateu recorde no ano passado em meio à pandemia de Covid-19, segundo o Banco Central e dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

Em novembro do ano passado, segundo o BC, o endividamento das famílias com os bancos atingiu 51% da renda acumulada nos doze meses anteriores. Todas as dívidas com os bancos entram no cálculo, incluindo crédito para a compra da casa própria.

Outro estudo, realizado pela CNC com base nos resultados mensais da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), também mostrou alta no endividamento das famílias no ano passado: uma alta de 2,8 pontos percentuais, em comparação com o ano anterior, chegando a 66,5%.

Apesar da alta no endividamento, os números ainda não confirmam um quadro claro de aumento da inadimplência.


*metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário