Fiocruz cria teste rápido capaz de identificar variantes


A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) desenvolveu um teste do tipo RT-PCR que permite a identificação rápida das novas variantes do coronavírus. O novo teste consegue identificar mutações comuns às cepas do Brasil, Reino Unido e África do Sul, segundo informou a Fiocruz.

O novo exame foi testado no período do carnaval. O RT-PCR foi aplicado em um grupo de 500 pessoas. Do total, 70% apresentaram resultado positivo para a variante brasileira P.1. Os novos testes serão utilizados, inicialmente, principalmente por estados no norte do país.

O Laboratório Central de Saúde Pública do Amazonas será o primeiro a usar o produto. Rondônia, Roraima, Mato Grosso do Sul, Ceará além do Rio de Janeiro, também receberão.

*metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário