OMS investiga laboratório de morcegos na China apontado como origem da Covid


Técnicos da Organização Mundial da Saúde estão na China conduzindo investigações sobre a origem da Covid-19. Na etapa desta última quarta-feira (3) os investigadores visitam um laboratório em Wuhan. Polêmicas e especulações foram levantadas sobre o local. 

O laboratório é administrado pelo Instituto de Virologia de Wuhan, e funcionários do governo do ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump sugeriram, sem mostrar evidências, ter sido a origem do coronavírus, ressalta a reportagem.

Ainda de acordo com a CNN, o laboratório em questão é associado à Academia de Ciências Chinesa. É o único na China continental equipado para o mais alto nível de biocontenção, conhecido como Nível de Biossegurança 4 (BSL-4). O local funciona desde a epidemia de síndrome respiratória aguda grave (SARS) em 2002 e 2003.

A virologista Shi Zhengli é quem coordena a equipe do laboratório de Wuhan. Segundo a reportagem, ela é conhecida como a "mulher-morcego" da China por ter conduzido expedições de caça ao vírus em cavernas de morcegos. Ela concentrou-se em coronavírus transmitidos por morcegos, exatamente o que se confia ter causado a atual pandemia, ressalta a matéria.

A investigação da OMS na China enfrentou obstáculos e mesmo agora que está em curso é alvo de críticas e pressão política. 

O trabalho dos técnicos foi iniciado  na semana passada. Eles já estavam na China há alguns dias, mas tiveram que cumprir uma quarentena de 14 dias e também sofreram com atrasos burocráticos. 


*bahianotícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário