SINDPOC convoca a categoria para suspensão das atividades


O SINDPOC (Sindicato dos Policiais Civis do Estado da Bahia) denuncia a superlotação da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos em Salvador. Segundo a entidade, a delegacia tem apenas duas celas, que comportam 4 presos cada. Na manhã desta última quarta-feira (10), o presidente do órgão, Eustácio Lopes, identificou 41 presos, uma cela com 20 e a outra com 21.

Os presos estão com sintomas da Covid-19, segundo o presidente. Eles seguem sem máscaras e o local completamente insalubre para abrigar essa quantidade de presos, que ameaçam fazer rebelião.

“Os Policiais Civis e os presos correm risco de morte, podemos ter uma rebelião a qualquer momento. Precisamos chamar atenção dos órgãos sanitários e da Delegada Geral da Polícia Civil, Dra. Heloisa Campos, para que as medidas sanitárias sejam implantadas. Pedimos aos moradores e familiares que evitem frequentar a Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos no Iguatemi. Infelizmente, além dos policiais civis, os presos custodiados, a sociedade, advogados e familiares vivem expostos à infecção nas unidades policiais do Estado”, comenta Eustácio.

Ele convoca os policiais civis lotados na delegacia de Furtos e Roubos de Veículos para realização de Assembleia Extraordinária nesta quinta (11), às 8 horas da manhã. A intenção é a suspensão das atividades, implantação de protocolo de segurança sanitária, além do afastamento dos policiais civis infectados e desinfecção da Delegacia.


*varelanotícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário