Vacina contra Covid-19 gera inaptidão para doação de sangue por até 7 dias


A vacina contra a Covid-19 impede a doação de sangue pelo período de 48 horas até sete dias após a aplicação da dose, dependendo do tipo do imunizante tomado, segundo determinação do Ministério da Saúde. Com isso, a Hemoba convida os baianos para doarem sangue antes de serem vacinados, em função do impedimento temporário para doação após o recebimento da vacina.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), informou na quarta-feira (3), que a inaptidão temporária para doação de sangue deve ser aplicada por 48 horas após cada dose da vacina baseada em vírus inativado, como a da fabricante Sinovac/Butantan e Covaxin/Bharat Biotech, e sete dias após cada dose das demais fabricantes que utilizam vetores virais, RNA mensageiro (mRNA) ou DNA, como as da Astrazeneca/Oxford, produzida no Brasil pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), a e Sputnik V, produzida na Rússia.

Segundo o diretor da Hemoba, Fernando Araújo, o período de inaptidão garante a segurança de possíveis efeitos colaterais nos receptores da transfusão sanguínea. “Recomendamos que os voluntários que desejam se candidatar à doação de sangue compareçam às unidades da Hemoba portando o cartão de vacinação ou que realizem a doação antes de receber a vacina. Garantir a saúde de todos, é conseguir assistir também quem precisa de sangue nesse momento”, diz.


*metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário