Bahia e Maranhão acionam STF para obrigar Bolsonaro a remover postagens sobre repasses a estados


Os governadores da Bahia e do Maranhão, Rui Costa e Flávio Dino, protocolaram no Supremo Tribunal Federal (STF) uma ação em que pedem que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) remova ou corrija as informações publicadas no dia 28 de fevereiro sobre os repasses de recursos feitos pela União aos estados. 

Os dados, publicados nas redes sociais do presidente e nos canais oficiais do Governo Federal, causaram desentendimento com os governadores, que classificam as informações como como enganosas e "fake news". 

Na última segunda-feira (1º), 17 governadores assinaram uma nota pública na qual criticaram a forma como os repasses foram divulgados. Conforme os gestores, os números são formados na maioria por repasses obrigatórios, segundo a Constituição, e não por uma decisão política do Palácio do Planalto.

“Em meio a uma pandemia de proporção talvez inédita na história, agravada por uma contundente crise econômica e social, o Governo Federal parece priorizar a criação de confrontos, a construção de imagens maniqueístas e o enfraquecimento da cooperação federativa essencial aos interesses da população.”, diz a nota.


*metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário