Com decisão de Fachin sobre Lula, Moro fica livre dos processos sobre parcialidade


Ao anular todos os processos contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin também declarou a "perda de objeto" de 14 processos que tramitam na Corte sobre a parcialidade do ex-juiz Sergio Moro na condução das ações contra Lula. 

O julgamento do principal desses casos já tinha começado na Segunda Turma e poderia ser retomado ainda neste semestre. Segundo o jornal O Globo, a tendência era de que Moro fosse considerado parcial.

Ao tomar a decisão, o ministro salvou outras condenações da Lava-Jato que poderiam ser anuladas caso o ex-juiz fosse considerado parcial.

Se o processo fosse julgado dessa forma, os processos contra Lula seriam anulados, mas também outros processos conduzidos por Moro. 


*Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário