Coronavírus: Diretor da OMS diz que Brasil é ameaça para América Latina e resto do mundo


O diretor-geral da OMS Tedros Ghebreyesus fez um grave alerta ao governo brasileiro durante uma entrevista coletiva nesta última sexta-feira (5). De acordo com ele, se não houver medida de isolamento, o país não conseguirá reduzir o número de casos, mesmo com a vacina.

Tedros Ghebreyesus ainda alertou que, se o Brasil não levar a crise a sério, estará colocando em risco a região latino-americana e outras partes do mundo. O chefe da agência pontuou que “isso não é sobre o Brasil, mas sobre a região e todos os demais”.

Além disso, para ele, a situação do Brasil é muito preocupante por conta da multiplicação do número de casos nos últimos meses, enquanto o restante do mundo passou por quedas nas taxas. Ele também ressaltou o aumento no número de mortes.

Ainda segundo o gestor, só haverá uma interrupção na crise brasileira se as autoridades entenderem que apenas esperar pelas vacinas não adiantará. Sem citar o nome do presidente Jair Bolsonaro, Tedros insistiu que o país precisa adotar “medidas sociais agressivas”. “Isso será crucial”, afirmou. “Sem fazer algo para impactar a contaminação, não teremos uma queda no número”, completou.

Conforme dados da OMS, nesta sexta-feira, o Brasil representa 30% de todas as novas infecções no mundo em 24 horas.


*Varelanotícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário