Hospital Metropolitano tem até 15 dias para ser aberto


O Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) e o Ministério Público do Trabalho entraram com uma Ação Civil Pública estipulando um prazo limite de até 15 dias para que o Governo do Estado ative 240 leitos clínicos e 55 leitos de UTI para o tratamento de pacientes com Covid-19 no Hospital Metropolitano. A gestão tem ainda o prazo de 30 dias para o pleno funcionamento da unidade.

É importante pontuar que o hospital estava pronto desde outubro de 2020, mas só foi anunciado que seria aberto para tratamento Covid-19 no dia 2 de março deste ano.

Arena Fonte Nova

A Ação Civil Pública também determina o funcionamento do Hospital de Campanha da Arena Fonte Nova, com pelo menos 240 leitos para Covid-19, sendo 140 clínicos e 100 UTI, no prazo mínimo de 15 dias.
Com apenas 80 leitos, o Hospital de Campanha da Fonte Nova voltou a funcionar na última quinta-feira (4). 

Os leitos estão distribuídos da seguinte forma: 50 são para Unidade de Terapia Intensiva (UT) e mais 30 leitos clínicos, voltados para o atendimento de pacientes diagnosticados com a Covid-19.

Além disso, também foi determinado que o governo, em um prazo de 60 dias, reative os leitos desativados ou abra novos leitos, clínicos e de UTI, em quantitativo mínimo “de 3.433 leitos, dos quais 1.956 de enfermaria adulto e 1.437 de UTI adulto, distribuídos pelas nove macrorregiões de saúde segundo o cenário epidemiológico e taxa de ocupação de leitos”.

O documento solicitou ainda que “nas macrorregiões de saúde que apresentem taxa e ocupação de leitos superior a 80%, que implemente o funcionamento de, ao menos, 30% dos leitos planejados para região, na forma do item III, em, no máximo, 15 (quinze) dias”.

*varelanotícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário