Medidas restritivas serão prorrogadas até segunda-feira em Salvador e RMS


O decreto estadual que suspende todas as atividades não essenciais na Bahia vai continuar valendo em Salvador e Região Metropolitana até as 5h da próxima segunda-feira (8). 

A decisão também deve ser a mesma adotada pelo governo em todo o estado. A informação foi confirmada pela prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho (PT), após reunião com o governador Rui Costa (PT). 

A decisão ocorreu após reunião dos prefeitos integrantes do Consórcio Policlínica. Participaram do encontro representantes de Lauro de Freitas, Dias D'Ávila, Mata de São João, Camaçari, Simões Filho e Conde, que apesar de não estar compondo o conglomerado, fez parte da reunião. O prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), também esteve presente na reunião de forma virtual.

O decreto deve ser anunciado pelo governador ainda nesta terça-feira. "É uma medida que a gente não gostaria de tomar. A gente sabe as dificuldades, isso afeta também as prefeituras. Mas estamos vivendo próximos de um colapso. Estamos vendo mais de 300 pessoas no estado precisando de regulação. A média de espera é de 12 horas a três dias. Não podemos deixar de fazer a nossa parte", disse Moema, em entrevista à TV Bahia.

Segundo o atual decreto vigente, é permitido somente o funcionamento dos serviços essenciais, em especial as atividades relacionadas a saúde e comercialização de gêneros alimentícios, o transporte e o serviço de entrega de medicamentos e demais insumos necessários para manutenção das atividades de saúde.


*metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário